quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

COMBATE AO AEDES AEGYPTI EM LAJEDO TERÁ REFORÇO DE BOMBEIROS CIVIS


Uma iniciativa da Secretaria Municipal de Saúde através da Vigilância Epidemiológica está trazendo mais de 50 bombeiros civis para ajudar no combate à Dengue e às variações como Chikungunya e Zika. Os bombeiros passaram por um treinamento neste sábado (13) pela manhã e tarde em Lajedo.
O objetivo é combater o mosquito Aedes Aegypti transmissor das doenças que estão em estado de epidemia no momento no país. Uma vez que o número de agentes de endemias é insuficiente para o número de residências nas áreas a serem cobertas, esse reforço foi pensado e conquistado pela coordenação da Vigilância começando a agir a partir da próxima semana.
Os bombeiros receberam as principais informações sobre como é feita a cobertura por quarteirões, além dos mutirões para áreas específicas. Visto que no último levantamento feito no fim do ano passado pelo Ministério da Saúde, Lajedo cresceu no número de casas, passando de 12 mil para mais de 20 mil apenas na área urbana, temporariamente o quantitativo de agentes só pode ser aumentado após concurso público, tendo então o poder público, que empreender com outras alternativas.
DSC08811Informações como que os agentes inspecionam os reservatórios e não tratam a água como a maioria da população pensa, cobertura de 25 casas por dia para cada agente epidemiológico, prazo de vencimento do larvicida de 60 dias e a dosagem, além de receberem boletins diários, o próprio larvicida e demais insumos que são utilizados diariamente.
Segundo a Vigilância Epidemiológica, nenhum caso de Zika foi acusado, apenas de Dengue e Chikungunya, e apesar desses casos terem crescido, de acordo com os Levantamentos de índice Rápido e Índices de Infestação, Lajedo ainda não se encontra em estado alarmante, a exemplo de cidades próximas que necessitaram da ajuda do Exército.
fonte agreste violento


Nenhum comentário:

Postar um comentário