sábado, 6 de fevereiro de 2016

ESTUDO ABORDA A IMPORTÂNCIA DE SE TER UMA EQUIPE DE BRIGADA DE EMERGÊNCIA TREINADA


Estudo aborda a importância de se ter uma equipe de Brigada de Emergência treinada para atuar em situações de emergência em empresas do setor

O interesse de desenvolver esta pesquisa surgiu no ano de 2009 quando houve a necessidade de melhorias na segurança da Durlicouros - Indústria de Processamento e Industrialização de Couros, situada no município de Cuiabá/MT, pois corriqueiramente os funcionários enfatizavam a falta de uma equipe treinada para situações de emergência.

 Todavia, estes mesmos funcionários ressaltavam o desinteresse por parte dos líderes e supervisores em apoiá-los e incentivá-los em participar da Brigada de Emergência.

A maioria dos acidentes hoje tem como causa, direta ou indiretamente, o elemento humano, seja ele por desconhecimento, negligência, omissão ou imprudência. Sob este ponto de vista, a brigada representa a formação de um grupo de funcionários incumbidos de espírito prevencionista, sendo muito importante como fonte 


Irradiadora das mensagens de prevenção entre os demais ocupantes da empresa e, portanto, os primeiros a intervir em uma ocorrência de emergência.

Racco Brasil descreve em sua publicação que a Brigada de Emergência é de extrema importância em uma empresa, pois suas operações planejadas de emergência são, sem dúvida, inseparáveis, em razão de sua interdependência e seus objetivos, que são similares, projetadas para proteger os trabalhadores de lesões ou morte.


 A Brigada de Emergência reduz ao mínimo o potencial de eventos catastróficos nas operações industriais, sejam incêndios, derramamento de produto químico ou explosões, já que as proteções dos colaboradores e das instalações são muito importantes.

As emergências são acontecimentos não desejados, que não têm hora marcada para acontecer e que colocam em risco a vida, o meio ambiente ou o patrimônio. Por mais que uma organização pratique a prevenção de acidentes, é necessário que ela esteja preparada para controlar, rapidamente, qualquer situação de emergência que ocorrer em suas instalações. Nos curtumes, as Brigadas de Emergência estão presentes, devidamente treinadas e preparadas para atuar com eficiência e agilidade, sempre que for preciso.

Por definição, a brigada é um grupo de colaboradores voluntários selecionados entre os empregados da empresa que recebe treinamentos teóricos e práticos para atuar na prevenção e controle de perdas. Eles estão aptos a prestar os primeiros socorros, combater incêndios, controlar vazamentos de produtos perigosos e efetuar resgates em altura e em espaços confinados.

A Brigada de Emergência não se restringe ao atendimento de emergências. Os brigadistas também atuam como multiplicadores de conceitos de boas práticas de segurança entre seus colegas de trabalho, além de levarem os conhecimentos adquiridos para fora da empresa.

A Brigada de Emergência é composta por 20 brigadistas que recebem capacitação mensal, em um total de quatro horas por mês. Estes treinamentos abordam possíveis situações de emergência nos cenários críticos como, por exemplo, transporte de produtos perigosos, rompimento da tubulação de produto químico, incêndios em áreas industriais ou adjacências, acidentes diversos, vazamento de produtos químicos e ocorrência com explosão.

fonte a revista emergência

Nenhum comentário:

Postar um comentário