quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

TÉCNICO DE ENFERMAGEM DO SAMU PODE PERDER O DIPLOMA SE REALIZAR ATENDIMENTO SEM O ENFERMEIRO


Ainda segundo o presidente do COREN, o técnico de enfermagem pode ser recusar a sair sozinho na ambulância do Samu.

O Conselho Federal de Enfermagem (COFEN), publicou no mês de setembro a resolução nº 487/2015 que veda ações para técnicos de enfermagem durante ocorrências sem a presença do enfermeiro. A nova determinação também deve aplicada no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

A reportagem conversou com exclusividade com o presidente do Conselho Regional de Enfermagem da Paraíba (COREN), Ronaldo Beserra, e ele falou sobre a nova lei e como devem atuar os profissionais de enfermagem.

“Se o auxiliar de enfermagem ou técnico for pego pelo COREN realizando atendimento sozinho na ambulância ele será punido, e se o paciente morrer, ele vai perder o diploma. O técnico de enfermagem só deve sair na ambulância com a presença do enfermeiro”, disse ele.

Ainda segundo o presidente do COREN, o técnico de enfermagem pode ser recusar a sair sozinho na ambulância, e nesses casos, ele não poderá responder por omissão de socorro. “Não é omissão de socorro, porque o código de ética de enfermagem de diz que o profissional não pode assumir atribuições que não sejam de nossa competência técnica, cientifica ética e legal”, destacou.

Ouça a entrevista com o presidente do Coren, Ronaldo Beserra:
fonte sou enfermagem

Nenhum comentário:

Postar um comentário