quarta-feira, 9 de março de 2016

Bombeiros acusados de invasão de propriedade por ex-autarca

http://www.conexaobombeiro.com.br/noticias/bombeiros/143851/1

mdb.pt



Os bombeiros de Izeda, em Bragança, estão a ser acusados pelo marido da ex-presidente de Junta de Freguesia, Rosa Pires, de invasão de propriedade, por terem colocado um muro de betão numa parcela de terreno que lhe pertence e que é contíguo ao quartel.
O caso vai mesmo para tribunal (a primeira sessão do julgamento estava marcada para dia 11 de abril mas foi, entretanto, adiada para maio). 


Os bombeiros alegam que se trata de "uma questão política". João Lima, presidente da Associação Humanitária, garante que houve um acordo verbal, presenciado por testemunhas, antes das últimas eleições autárquicas, para a colocação de uma vedação entre as duas propriedades, "para evitar que entrassem pessoas pela parte de trás e lhe roubassem lenha a ele e água a nós". O alegado acordo contemplava um ajuste das margens. 

"Ele deixava mais terreno do que nós mas as obras ficaram a nosso cargo", frisa o comandante Óscar Isménio.
Já Rosa Pires, a antiga autarca, diz que se trata de "politiquice".
Explica que só houve "uma reunião informal", que a vedação foi colocada "à revelia e sem consentimento" e que o processo aconteceu porque os bombeiros terão quebrado um acordo existente entre as duas partes, que previa o estacionamento de um camião e as galeras do seu marido, José Pires.

Nenhum comentário:

Postar um comentário