sábado, 1 de abril de 2017

Bebê se afoga durante o banho e bombeiro orienta mãe por telefone em Mato Grosso do Sul.


Caso aconteceu em Dourados, região sul de Mato Grosso do Sul.
Sargento já tinha histórico de salvamento, inclusive de adulto.

Foi pelo telefone que o sargento Adalto de Oliveira, do Corpo de Bombeiros, ajudou a Valéria, mãe do Natan, a evitar que algo pior acontecesse com o pequeno, que tem pouco mais de um mês de vida em Dourados, a 214 quilômetros de Campo Grande.

Valéria dava banho no filho quando ele se afogou na água da banheira. No desespero, ela ligou para mãe, que orientou a filha a telefonar para os bombeiros. Quem atendeu o pedido de socorro foi o Sargento Oliveira.

A primeira orientação foi deixar o menino de lado e levantar as perninhas. Para o resultado da Valéria, a orientação dada pelo sargento resolveu o problema na hora.

"Ele foi me passando as orientações, falando para eu levantar as perninhas. Enquanto isso eu estava tremendo, tremando. Foi horrível, mas ele deu a instrução certinha. Quando eu vi que ele voltou e saiu o roxo, a sensação foi a melhor do mundo", afirmou a mãe.

O Corpo de Bombeiros tem basicamente duas divisões. Quem faz o serviço operacional e o administrativo. Sargento Adalto, que tem 19 anos como militar, faz o trabalho externo, mas por causa de uma lesão no joelho, que o impede de fazer o trabalho, tem dado uma força no atendimento do 193.

Mesmo para um bombeiro experiente que já fez vários salvamentos, nunca nenhum vai ser igual ao outro. É muito comovente essa emoção que a gente sente", afirmou Oliveira.
Depois do susto, o sargento Oliveira se encontrou com o pequeno Natan e a Valéria.

O sargento já é conhecido pelas orientações em resgate. Quando o o militar estava no Piauí, em viagem com a família, ele viu um homem se afogando. O bombeiro prestou os primeiros socorros e conseguiu salvar a vítima.

"Fui correndo na beira do mar. Ali adentrei juntamente com os pescadores. No momento que retiramos, ele já não estava mais respirando. Comecei a desobstruir as vias e observei ele respirando, graças a Deus", relembrou o sargento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário