segunda-feira, 12 de junho de 2017

Como Reconhecer Sinais de Abuso em Crianças ou Bebês.

Abuso infantil é um assunto muito sério e é extremamente importante ao lidar com bebês e crianças pequenas, porque elas geralmente não conseguem comunicar bem a situação. São, portanto, impotentes e estão em risco maior do que crianças mais velhas. Se você suspeita que uma criança esteja sendo vítima de abuso, fique atento aos seguintes sinais de alerta.
1. Uma criança que sofre abuso pode exibir um medo repentino de um local, gênero ou aparência física (como mulheres com cabelos longos e castanhos, homens com barba, etc.) em particular. Elas podem chorar quando são deixadas na creche, parecer desconfortáveis ou tentar evitar cuidadores e outros adultos. Por outro lado, elas podem sentir um grande medo de serem deixadas sozinhas ou separadas de um dos pais quando estão na presença de alguém abusivo.

2. Vítimas de abuso sexual podem ficar com medo de tirar a roupa para tomar banho, ou ficar anormalmente desconfortáveis em consultas com o médico. Elas também podem mostrar sinais de regressão, como uma criança que já consegue fazer xixi no pinico começar a fazer na cama de novo; chupar dedo; regredir nas habilidades verbais.

3. As crianças podem ter interrupções no seu padrão de sono e ter pesadelos com maior frequência.

4. Fique atento a um interesse aumentado em sexualidade ou conhecimento de comportamentos sexuais inapropriado para a idade.

5. Crianças que sofrem de abuso podem ser incapazes de se envolver em brincadeiras normais e interativas com outras crianças.

Método 2 de 4:
Sinais emocionais

1. Procure por mudanças repentinas e drásticas de personalidade. Uma criança normalmente extrovertida e assertiva pode ser tornar submissa e passiva, enquanto uma criança geralmente meiga pode agir de forma exigente e agressiva. A criança pode ficar menos falante ou parar de se comunicar quase completamente, ou ainda exibir sinais de desordens na fala, como começar a gaguejar.

2. Crianças que sofrem de abuso podem estar passando por sintomas de trauma e tratar outras crianças, adultos ou animais com raiva e agressão não características delas.

Método 3 de 4:
Sinais físicos

1. Observe sinais externos de abuso físico, como contusões, queimaduras, olhos roxos, cortes e outras feridas. É normal para crianças machucarem os joelhos, a canela, o cotovelo e a testa ao interagir com o ambiente físico – mas contusões são mais suspeitas se aparecerem em lugares incomuns, como no rosto, na cabeça, no peito, nos braços, nas costas ou na genitália.

2. Vítimas de abuso sexual podem ter dores, coceira, sangramento ou contusões na genitália ou na região ao redor, dificuldade de andar ou sentar ou sinais de uma infecção no trato urinário.

3. Crianças podem exibir alterações no apetite, perda total do interesse em comida, vômito ou engasgamento não explicado e outros sintomas relacionados ao estresse emocional.
Advertisement

Método 4 de 4:
Agindo

1. Converse com o cuidador (ou pais, se você for um amigo da família preocupado) sobre o bebê ou criança em questão. Descubra se eles têm ficado frustrados com a criança ou por que ela está agindo diferente. Saiba que essa pode ser uma situação tensa.

2. Alerte a polícia ou as autoridades corretas do seu estado. Você não precisa ter provas. Eles mesmos vão investigar. É trabalho deles determinar se algo aconteceu ou não, não seu. Isso é crucial, já que a criança não pode falar por si mesma na maioria dos casos e depende de alguém para ajudá-la.
Dicas
Como cada criança se desenvolve em um ritmo diferente, pode ser difícil determinar se uma demora no desenvolvimento dela se origina de um abuso ou de reclamações de dores de cabeça e de barriga que não têm nenhuma causa médica.
A Síndrome do Bebê Sacudido (SBS) é uma forma comum de abuso, na qual a criança é sujeita a uma agitação violenta e vigorosa que pode levar a uma deficiência à longo prazo e até mesmo à mortalidade. Dependendo da duração e da intensidade do episódio, sinais de SBS podem incluir danos na retina, letargia, tremores, vômito, irritabilidade, ataques epilépticos, apetite reduzido, incapacidade de levantar a cabeça e dificuldade de respirar.
Avisos
Quando você confrontar alguém sobre abuso infantil, lembre-se de que essa é uma situação tensa, pois ninguém quer ser acusado de abuso. Se você for ameaçado a qualquer momento, alerte a polícia imediatamente. Isso é importante, pois a criança também pode estar em perigo depois da confrontação.

Como Saber Se uma Criança Está Sendo Abusada

Como Reconhecer Sinais de um Homem Abusivo

Como Sair de um Relacionamento Abusivo

Como Cobrir um Hematoma

Como Lidar Com o Abuso Emocional

Como Deixar de Culpar a Vítima

Como Reagir Diante de uma Suspeita de Abuso Infantil
Como Romper Com um Namorado Possessivo

Como Sair de um Relacionamento Violento

Como Superar um Relacionamento Abusivo.
fonte: googleweblight.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário