sábado, 8 de julho de 2017

Você sabia que é obrigatória a presença de um bombeiro civil na empresa? Entenda!

Situações de perigo fazem parte do dia a dia de uma sociedade, entretanto podemos contar com um profissional específico para evitá-las ou amenizá-las. Talvez não seja do conhecimento de todos, mas em algumas circunstâncias e ambientes é obrigatória a presença de um bombeiro.
Você que é empresário, ou encarregado pela segurança do trabalho, já está familiarizado com a figura do bombeiro civil?
Então continue conosco para conferir, neste post, o que exatamente faz esse especialista e as exigências em torno da sua função.
Funções de um bombeiro civil
O papel de um bombeiro civil vai muito além da prevenção e combate de incêndio. Ele atua em situações que colocam a vida das pessoas em risco, como resgate em acidentes, treinamento de equipes e brigadas, atendimentos de urgência em grandes eventos e assessoria dentro de estabelecimentos.
Ao profissional que deseja exercer essa função é exigido capacitação técnica, adquirida por meio de um curso de formação e feita através de uma combinação entre aulas teóricas e treinamentos práticos.

Diferenças entre um bombeiro civil e militar
O bombeiro civil geralmente opera no âmbito particular, mas isso não impede que ele seja contratado pelo governo e trabalhe em conjunto com os militares.
Seus serviços são desempenhados para empresas privadas, em eventos específicos, e devem usar vestimentas diferentes dos militares.
Bombeiro militar é aquele que trabalha sob a administração do Estado, é um servidor público e força auxiliar ao exército.

O que diz a Lei Federal de número 11.901, de 2009?
Este diploma legal (Lei 11.901/2009) define quem é considerado bombeiro civil, bem como quais as suas incumbências dentro de uma organização ou outro local em que sua presença se faça necessária.
Contudo, é importante destacar que a referida lei não coloca como obrigatória a presença de um bombeiro em qualquer empreendimento ou eventos. Tal exigência fica a critério das legislações estaduais ou municipais.
Como a lei tem caráter geral, outras regras são elaboradas para complementar o assunto. É o caso da normativa – ABNT NBR 14608, de 2007 (Anexo A) – que trata da presença dos bombeiros civis em condomínios residenciais.
Os parâmetros nela estabelecidos exigem, por exemplo, pelo menos 1 bombeiro civil para estas áreas destinadas a moradia que possuam 10 mil metros quadrados de extensão ou mais e, ainda, que tenham risco de incêndio.

Qual a importância de ter um bombeiro civil na empresa?
A contratação de bombeiros civis pelas indústrias ou qualquer entidade privada não deve ser encarada como gasto, mas sim um investimento.
Isso porque além de trabalharem para preservar o bem maior que é a vida, tais profissionais também cuidam do patrimônio material de uma empresa, supervisionando a ação dos equipamentos, verificando se o condicionamento dos insumos está adequado. Enfim, são essenciais para que prejuízos maiores não aconteçam.
O bombeiro civil é uma peça-chave para a segurança não apenas dos ambientes privados, mas para a sociedade de um modo geral. Sua função ampara um leque diversificado de situações e todos têm a ganhar com a sua presença.
Gostou das informações deste post? Já tinha conhecimento dos casos em que é obrigatória a presença de um bombeiro? Aproveite para explorar outros fatos sobre o tema em nosso artigo “Bombeiro Civil x Bombeiro Militar: Entenda a diferença”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário