quarta-feira, 16 de maio de 2018

Concurso PM e CBM MS: SAIU o edital para Oficial de Saúde e Oficial Especialista!

Continue lendo: http://liberal.com.br/cidades/nova-odessa/empresa-tenta-implantar-corpo-de-bombeiros-em-nova-odessa-767575/ - Sede por notícias? Assine O Liberal. Também estamos no Facebook, siga: /Grupoliberal
Continue lendo: http://liberal.com.br/cidades/nova-odessa/empresa-tenta-implantar-corpo-de-bombeiros-em-nova-odessa-767575/ - Sede por notícias? Assine O Liberal. Também estamos no Facebook, siga: /Grupoliberal
Continue lendo: http://liberal.com.br/cidades/nova-odessa/empresa-tenta-implantar-corpo-de-bombeiros-em-nova-odessa-767575/ - Sede por notícias? Assine O Liberal. Também estamos no Facebook, siga: /Grupolibe

A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros Militar do Mato Grosso do Sul divulgaram em publicação no Diário Oficial do Estado os editais de abertura de três concursos públicos com 36 vagas para cargos de nível superior. A Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Cultura de Mato Grosso do Sul (FAPEMS) será responsável pelo planejamento e organização do concurso.
As inscrições deverão ser realizadas no período de 14 de maio às 16h do dia 08 de junho de 2018, no site da FAPEMS (fundacaofapems.org.br). O valor da taxa de inscrição é de R$ 205,36. Podem solicitar isenção da taxa os candidatos que atenderem aos requisitos especificados nos editais disponíveis em nosso site.
Das vagas do concurso PM MS e concurso CBM MS
Para ambos os concursos a remuneração ofertada para os cargos é de R$ 7.795,89 para Aluno Oficial e passa para R$ 8.414,72 após o curso de formação.
Para concorrer é necessário ter entre 18 anos completos na data da matrícula no Curso de Formação; e 34 anos na data de encerramento das inscrições neste Concurso Público, além de Carteira Nacional de Habilitação (CNH), no mínimo, de categoria “B”; valendo para tanto a CNH Provisória.
Polícia Militar MS
Para o concurso PM MS são ofertadas 12 vagas no Curso Básico de Formação de Oficiais de Saúde da Polícia Militar divididas entre os Quadros de Oficiais de Saúde Médicos e Odontólogos (QOS-1/M&O) e de Oficiais de Saúde Multiprofissionais (QOS-2/MPr) .
Cargos: Médico – Ortopedista e Traumatologista, Médico – Psiquiatra, Médico – Ginecologista e Obstetra, Médico – Cardiologista, Médico – Clínica Médica, Médico – Oftalmologista, Médico – Urologista, Dentista – Endodontia, Dentista, Médico-Veterinário – Clínica Médica ou Cirúrgica de Pequenos Animais, Médico-Veterinário – Clínica Médica ou Cirúrgica de Equinos.
Corpo de Bombeiros MS
Para o concurso bombeiro MS são ofertadas 24 vagas divididas no Curso Básico de Formação de Oficiais Especialistas do Corpo de Bombeiros Militar e no Curso Básico de Formação de Oficiais de Saúde do Corpo de Bombeiros Militar.
Áreas: Arquitetura e Urbanismo, Serviço Social, Direito, Educação Física, Engenharia Ambiental, Engenharia Civil, Engenharia Mecânica, Comunicação Social – Habilitação em Jornalismo, Pedagogia, e Análise de Sistemas/ Ciências da Computação/ Engenharia da Computação e Medicina.
Da prova objetiva concurso PM MS e CBM MS
A aplicação das provas objetivas acontecerá em data, horário e locais a serem divulgados por edital específico publicado no Diário Oficial do Estado, no endereço www.imprensaoficial.ms.gov.br e disponibilizado, via Internet, no site www.fapems.org.br.
As Provas Escritas Objetivas para a PM MS e CBM MS terão duração de 5 (cinco) horas. As Provas Escritas Objetivas, de caráter eliminatório e classificatório, contarão com 100 (cem) questões de múltipla escolha, com peso um, cada qual contendo 5 (cinco) alternativas, sendo uma única alternativa correta.
Confira as disciplinas das provas nos quadros abaixo:
Concurso PM MS Oficial: quadro de disciplinas
Concurso CBM MS:quadro de disciplinas
Das demais etapas do concurso PM MS e CBM MS
Os candidatos serão avaliados em seis etapas, são elas: Prova Escrita Objetiva, Prova de Títulos, Exame de Aptidão Mental – Avaliação Psicotécnica, Exame de Saúde, Exame de Capacidade Física e Investigação Social.
Detalhes concurso PM MS e CBM MS
Concurso: Polícia Militar de Mato Grosso do Sul e Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul
Banca organizadora: FAPEMS
Cargo: Oficial de Saúde e Oficial Especialista
Escolaridade: nível superior
Número de vagas: 36
Remuneração: R$ 8.414,72 (após o curso de formação)
Inscrições: de 14 de maio a 08 de junho de 2018
Taxa de inscrição: R$ 205,36
Data da prova objetiva: a definir

quarta-feira, 25 de abril de 2018

Esgotamento Psicológico: Nem Sempre É Fraqueza, Às Vezes É Por Ter Sido “Forte” Demais

Às vezes desabamos mentalmente, não porque somos pessoas fracas, mas por sermos muito fortes. Sofremos demais, estamos por muito tempo, assumindo muitas responsabilidades. Vencendo uma guerra após outra e só o fato de sermos pessoas fortes, parece que nos impõe a obrigação de jamais termos o direito de sermos fraquejar um instante qualquer.
Mas é muito compreensivo e normal, às vezes, sofrermos uma profunda exaustão psicológica.
O cansaço psicológico geralmente é um processo lento, ele se acumula gota a gota sem perceber. A gota d’água que transborda o copo pode ser qualquer coisa que nos coloca cara a cara com a impossibilidade de resolver determinados assuntos que vão se acumulando. Então nós caímos, física e mentalmente.
O que é o esgotamento psicológico e quais são suas causas?
O esgotamento psicológico é um estado de extrema exaustão mental e emocional, que muitas vezes é acompanhado por um sentimento de falta de força física. Esse estado de desgaste extremo é causado por um excesso de recursos emocionais e / ou cognitivos. Em outras palavras: nós não damos mais de nós. Muitas vezes, é experimentado como uma espécie de inércia física e mental, um sentimento de “peso” que envolve o dia a dia, como se estivéssemos ligados no piloto automático.
As causas do esgotamento psicológico são variadas, embora em muitos casos haja uma constante: dar muito e receber pouco, por exemplo. A exaustão psicológica aparece como resultado de uma entrega constante e até mesmo excessiva, seja no trabalho, para outros, para um projeto que nos excita, mas também nos consome; aos problemas cotidianos, às tarefas do dia a dia.
Ao mesmo tempo, não recebemos praticamente nada em troca que possa equilibrar o saldo. Não podemos descansar e relaxar o suficiente, não passamos tempo de qualidade sozinhos com nós mesmos e não recebemos atenção, carinho e compreensão suficientes das pessoas que nos rodeiam. Na prática, é como se extraíssemos toda a energia do nosso emocional, mas não nos preocupamos em repô-las.
Em outros casos, a fadiga mental é causada por muitas mudanças em um tempo muito curto, embora estes sejam positivos. No entanto, quando acontece tão rapidamente, não podemos gerenciá-los e nos sentimos sobrecarregados. Nesses casos, embora aparentemente tenhamos tudo o que queremos, em nossa mente temos um tipo de sensor que nos diz que algo está falhando.
Fadiga mental: sintomas premonitórios de exaustão 
1. Perda de energia. O sentimento de exaustão psicológica geralmente se reflete primeiro fisicamente, então é normal que você se sinta sem energia. Só o ato de abrir os olhos pela manhã, faz você achar que não poderá enfrentar o dia.
2. Irritabilidade. Um dos sintomas mais evidentes de exaustão psicológica é nervosismo, irritabilidade e hipersensibilidade porque você perde o autocontrole com mais facilidade do que o normal. Ao mesmo tempo, você começa a interpretar os estímulos como se fossem ameaças, o que leva você a reagir, colocando-se na defensiva.
3. Insônia. Muitas vezes, por trás do esgotamento psicológico, estão ocultos problemas não resolvidos, que se aproximam em sua mente, de modo que não permitem que você durma bem e você se vê acordado por várias horas durante à noite.
4. Anhedonia. Incapacidade de desfrutar de pequenos prazeres da vida. As coisas que você já desfrutou já não o encorajam mais. É como se o mundo subitamente tivesse perdido suas cores. Em alguns casos, você pode sentir como se você flutuasse em uma espécie de limbo que o distancia da realidade.
5. Perda de motivação. Quando você está extremamente exausto, você simplesmente não encontra a motivação para se envolver em novos projetos ou fazer as coisas com as quais você se apaixonava antes. Qualquer tarefa parece titânica e você desenvolve uma profunda apatia em relação ao mundo. E a todo momento aparecem sentimentos de desencanto, decepção e desespero.
6. Falhas na memória. A atenção é um dos primeiros processos psicológicos que são afetados quando você está exausto, o que também leva a lapsos frequentes. É provável que você esqueça as mensagens, que você não lembre de onde você deixou as chaves ou mesmo que tenha dificuldade em lembrar o que você comeu no dia anterior. Isso ocorre porque sua mente está muito saturada para continuar processando e armazenando informações no nível consciente.
7. Pensamento lento. O esgotamento psicológico também afeta processos cognitivos, então você pode perceber que você pensa mais devagar ou que tem dificuldade em pensar. O que você costumava fazer rapidamente, custa-lhe muito mais e às vezes você até achou difícil dar um sentido lógico às ideias em sua mente ou acompanhar um longo discurso.
Quem é mais vulnerável ao esgotamento psicológico?
Todos podemos nos esgotar psicologicamente, especialmente quando passamos por situações particularmente estressantes na vida, mas existem algumas características de personalidade que podem nos tornar mais vulneráveis ​​a essa exaustão mental.
– Perfeccionismo. Os perfeccionistas, que exigem muito de si mesmos, acabam adicionando um peso extra nos ombros que, a longo prazo, representa mais estresse.
– Dificuldade para delegar. As pessoas que querem assumir todas as tarefas, porque acreditam que os outros não sabem como fazê-las ou não estão à altura, são mais propensas a sofrer o esgotamento psicológico devido a um excesso de responsabilidades.
– Sensibilidade extrema. As pessoas que são muito empáticas e hipersensíveis são mais propensas a sofrer um estado de exaustão emocional porque muitas vezes assumem os problemas dos outros como seus próprios, sem poder estabelecer uma distância psicológica de proteção.
– Incapacidade de relaxar. Algumas pessoas, devido às características do sistema nervoso, acham mais difícil relaxar e se desconectar do que outros. É como se o seu cérebro tivesse funcionado a mil revoluções por minuto constantemente. No entanto, no longo prazo, isso acaba fazendo exame de seu pedágio.
Remédios para a fadiga mental: as 5 regras a seguir
Todos devem encontrar seu próprio remédio para a fadiga mental, o que significa que você deve detectar o que está consumindo sua energia e enfrentar esse problema, talvez numa perspectiva diferente. Lembre-se de que, às vezes, uma mudança de perspectiva é suficiente para mudar tudo, sem que nada mude.
No entanto, aqui estão 5 regras gerais que você deve seguir para lidar com o esgotamento psicológico:
1. Descanse. Para ser eficaz e produtivo, você precisa descansar. Na vida, é essencial encontrar um equilíbrio entre trabalho e obrigações e tempo livre e descanso. Certifique-se de encontrar o tempo para relaxar, de modo que se torne um hábito diário – dos 15 minutos após às refeições – e assim, você pode evitar o esgotamento físico e psicológico.
2. Priorizar. O dia tem 24 horas, embora você queira não pode estendê-lo. Portanto, você deve aprender a priorizar as coisas que parecem ser urgentes, mas também aquelas com as quais você é mais apaixonado. Porque se você preencher o seu dia com tarefas que geram estresse, isso causará fadiga mental profunda, então você deve se permitir um equilíbrio dentre suas prioridades.
3. Demanda menos. Seja um pouco mais realista, você não é um super-homem ou uma super-mulher. Às vezes, nada acontece se cometer erros, se as coisas não forem perfeitas ou se as adiar. Não adiciona pressão desnecessária à sua vida, você não é uma panela.
4. Seja compassivo consigo mesmo. Trata de se relacionar com você, assumindo uma atitude mais positiva e compassiva. Consiste em modular o discurso que você mantém com você, dando-lhe confiança e tranquilidade, em vez de recriminar e criticar a si mesmo com dureza. Um discurso que acrescenta mais estresse e desconforto se tornará o combustível que alimenta o esgotamento psicológico.
5. Reencontre-se. O esgotamento psicológico geralmente cria em torno de nós uma camada composta de preocupações, pressões, deveres, angústia e auto-demandas que, a longo prazo, nos faz esquecer de nós mesmos. Portanto, é importante que você encontre um espaço para estar sozinho com você, alguns momentos do dia em que você simplesmente respire com facilidade e conecte-se com suas necessidades, sonhos e desejos.

PPCI: Como elaborar o Plano de Prevenção e Proteção contra Incêndios?

São tantas documentações, tantas ferramentas para utilizar na hora de garantir a segurança do trabalho que às vezes o empregador fica confuso no meio de tanta informação. Por isso, o blog Pensou Proteção traz diversos assuntos para tratar sobre a importância do conhecimento para a prevenção de acidentes. Hoje, vamos falar sobre o PPCI – Plano de Prevenção e Proteção contra Incêndios. Provavelmente, você já ouviu falar sobre este programa, mas, você sabe qual é objetivo? Como elaborar? Quem deve avaliar? Vamos explicar neste artigo.

Prevenção e Combate ao Incêndio
Desde pequenos, ouvimos frequentemente aquela frase dos nossos familiares: “Não mexe com o fogo”, “Não vai se queimar”. Entre outras frases alertando o perigo que o fogo pode trazer para a nossa vida.
Sabemos que esses acidentes são extremamente perigosos e muitas vezes fatais. O surgimento do incêndio é através da presença de um fogo não controlado, capaz de destruir o que está ao seu redor. Saber como agir no momento que o incêndio ocorre é tão importante quanto saber apagá-lo. Por isso, o PPCI tem um papel fundamental para a prevenção de acidentes!
A importância do PPCI 
Você já deve ter escutado alguns casos de acidentes causados pelo fogo que levaram a morte de várias pessoas. Casos triste, mas que infelizmente, são realidade em diversos cantos do nosso país. Esses acidentes, na maioria das vezes poderiam ser combatido se houvesse planejamento, avaliação, equipamentos de proteção coletiva e claro, o Plano de Prevenção e Proteção contra Incêndios.
Para prevenir e combater o incêndio precisa de planejamento na segurança do trabalho. O Plano de Prevenção e Proteção contra Incêndios – PPCI tem como objetivo proteger a integridade física das pessoas em caso de acidentes gerados pelo fogo. É um plano extremamente importante para combater o incêndio, pois irá proteger e orientar as pessoas situadas no local de maneira segura.
O PPCI é um conjuntos de ações para garantir a segurança das pessoas no espaço coletivo. É um documento de exigência legal, fiscalizado pelo Corpo de Bombeiros para verificar as instalações de combate a incêndio. É possível realizar a emissão do Alvará de Localização para instalações comerciais, industriais, diversões públicas e alguns edifícios residenciais.
Instalação de Equipamentos de Segurança: Quais utilizar?
Os Equipamentos de Proteção Coletiva – EPC serão definidos de acordo com o local de trabalho. Através da elaboração do programa, será possível identificar quais os equipamentos serão necessários e onde os mesmos devem ser colocados. Veja alguns exemplos de EPCs:
Extintores de Incêndio
Placas de Sinalização
Portas contra Fogo
Saídas de Emergência
Hidrantes
Lâmpadas de Emergência
Quem deve elaborar o PPCI?
A elaboração do plano deve ser realizada por um profissional habilitado com nível superior e que possui o credenciamento no Conselho Geral de Engenharia e Agronomia. Deve estar apto a realizar a ART – Anotação de Responsabilidade Técnica, um instrumento que tem como objetivo definir os responsáveis técnico por um determinada obra ou prestação de serviço. O Técnico em Segurança do Trabalho também pode realizar o PPCI e emitir a ART, desde que seja credenciado no CREA. Porém, não é atribuição legal do TST a elaboração do PPCI e também não consta na tabela de atribuições do CREA. No entanto, atualmente, diversos TSTs se filiam no CREA para poder emitir o ART e, consequentemente, elaboram os PSPCIs, de áreas de atpe 750m². (Se você ficar com dúvida sobre o que é ART, podemos escrever em outro artigo.)
O profissional habilitado irá elaborar o PPCI, adotar e implantar as medidas de segurança necessárias para a prevenção de incêndios. Todas as medidas serão analisadas pelo Corpo de Bombeiros, órgão responsável pela fiscalização da segurança que realizará a vistoria para a liberação do local ou não. Os bombeiros irão averiguar o PPCI e poderão exigir novas medidas de segurança, além de determinar um período para que as mesmas sejam executadas.
Para que o local esteja seguro e apto a receber pessoas com segurança, o ambiente deve receber o alvará dos bombeiros afirmando que o local está com o PPCI regulamentado e atualizado.
Treinamento
Como em todos os quesitos da segurança do trabalho, o treinamento é fundamental neste processo para garantir a proteção de todos. A informação aliada ao treinamento irá proporcionar aos trabalhadores mais conhecimento para agir de maneira correta em caso de emergência. Assim, é possível colaborar efetivamente para combater o incêndio e proteger à todos no local.
Outro fator importantíssimo é o plano de emergência com um bom padrão de segurança do trabalho. O objetivo deste plano é preparar os funcionários para um rápido e eficiente abandono do local, em casa de emergências ou surgimento do incêndio. São definidas diversas ações para garantir a segurança e proteção das pessoas presentes no ambiente.
Veja o que diz a NR 23 sobre a Proteção contra Incêndios!
Proteção contra Incêndios – NR 23.
O surgimento do incêndio é através da presença de um fogo não controlado, capaz de destruir o que está ao seu redor. Os acidentes com o fogo são extremamente perigosos, sendo muito importante a conscientização e o conhecimento para prevenção de acidentes. Saber como agir no momento que o incêndio ocorre é tão importante quanto saber apagá-lo. Informar o trabalhador sobre as regras e normas irá ajudá-lo a garantir a segurança e a proteção no ambiente de trabalho.
Proteção contra Incêndios: NR 23
A NR 23 – Proteção contra Incêndios, surgiu para estabelecer as medidas de proteção contra incêndio dos ambientes de trabalho para garantir a segurança e saúde dos trabalhadores. A norma estabelece disposições gerais em que todos os locais de trabalho deverão possuir:
Proteção contra incêndio;
Saídas suficientes para a rápida retirada do pessoal em serviço, em caso de incêndio;
Equipamento suficiente para combater o fogo em seu início (extintores de incêndio, chuveiros, etc);
Pessoas treinadas para o uso correto desses equipamentos. (Treinamento de Brigada de Incêndio).
Treinamento e sinalização
Além disso, também devemos tomar algumas medidas preventivas para evitar ou limitar a propagação do fogo, na qual a NR 23 determina a existência de saídas, aberturas, vias de passagem e escadas posicionamento de extintores que devem ser claramente assinaladas por meio de placas ou sinais luminosos. Todos devem estar dispostos de maneira visível para que os trabalhadores possam abandonar o local com rapidez e segurança, em caso de emergência. Os exercícios de alerta também deverão ser praticados periodicamente. É importante destacar o dever da utilização dos equipamentos de combate a incêndio, a realização do treinamento de pessoas para que seja possível apagar o fogo antes de se propagar e a presença dos extintores adequados no local.

Lembre-se: Para combater o fogo de imediato nos primeiros cinco minutos é essencial que você saiba alguns princípios básicos: Dar o alarme de incêndio; desligar a energia elétrica; acionar os bombeiros; saber avaliar o incêndio. Informação aliada a prevenção de acidentes é o que fará o seu dia a dia mais seguro e garantirá a sua proteção no trabalho.

A importância dos gongos na instalação de um sistema de sprinklers.

Além dos chuveiros automáticos, uma peça fundamental em um sistema de sprinklers é o alarme hidráulico de VGA, também conhecido como conhecido como gongo.
Sempre ressalta a importância de manter a manutenção e o cuidado com os sprinklers como uma forma de prevenção de patrimônio e de vidas humanas. Além dos chuveiros automáticos, uma peça fundamental que merece atenção é o alarme hidráulico de VGA.
Também conhecido como gongo (que faz aquele ruído inconfundível, que você provavelmente já viu nas cenas de filme quando acontece um incêndio), o alarme hidráulico é um dispositivo composto por um motor hidráulico e uma campainha.
O que é um gongo e como funciona?
É uma opção para instalações onde não existe monitoramento remoto da válvula através de uma central de detecção e alarme de incêndio. O alarme hidráulico trabalha interligado com a saída de alarme de VGA (válvulas de governo e alarme), válvulas de dilúvio e em sistemas de preação.
Com a função principal de alertar aos usuários em caso de início de incêndio no local, ele é acionado quando acontece uma despressurização da rede de sprinklers, possivelmente causado pelo acionamento dos chuveiros automáticos. Com a função de alerta local, restrito à área de alcance sonoro do equipamento, o princípio de funcionamento do alarme hidráulico (gongo) é apenas em caso de abertura da VGA (situação de alarme), ocorrendo a entrada de água nos orifícios existentes na base da “portinhola”, gerando com isto, fluxo de água pela tubulação de alarme, direcionada ao motor hidráulico do gongo.
Pela estrutura mecânica do dispositivo, quando existe este fluxo, é projetado através de um pequeno orifício, um jato de água sobre o rotor interno do motor, gerando uma rotação. Após gerar a rotação do motor, a água projetada sai por gravidade, através do dreno, que é conectado à parte inferior do motor. Deve ser observado, atentamente, o sentido correto de entrada e saída, conforme indicações impressas no equipamento, ou ainda no manual técnico.
Em hipótese alguma deve existir fluxo de água, através do tubo de sustentação existente entre o motor e o gongo.
Informações importantes para instalação do gongo
Antes de tudo, compre e instale gongos hidráulicos certificados para garantir o bom funcionamento em caso de uso. Identificar corretamente na VGA o ponto de conexão do sistema de alarme.
É importante nunca fazer a montagem do motor com o dreno direcionado para cima ou para as laterais. Muito cuidado para não inverter a entrada do rotor com a saída, pois poderá causar danos ao mesmo e dar a impressão de que há algo errado no equipamento quando na verdade será no posicionamento incorreto da alimentação e do dreno.
Também é imprescindível verificar se não ocorreu excesso de aperto nas conexões, gerando travamento do eixo de transmissão e demais partes do dispositivo e ter atenção a registros na tubulação do dreno, conectado à saída do motor hidráulico, pois na hipótese e deste registro ser fechado, poderá ocorrer o preenchimento da câmara interna do motor hidráulico, ocasionando mau funcionamento do mesmo.
Em sistemas sujeitos à variações de pressão, é aconselhável a instalação de câmera de retardo, desde que, devidamente definido pelo projetista do sistema. Este dispositivo gera uma temporização de acionamento do gongo, evitando assim falsos alarmes

sábado, 31 de março de 2018

Frente Parlamentar da Profissão Bombeiro Civil Compromisso e Responsabilidade.

Frente Parlamentar da Profissão Bombeiro Civil o Brasil Lutando Todos!
Prestes a completar dois anos desde sua criação em 2016 é inegável, a contribuição visível dada Pela Frente Parlamentar no aspecto voltado ao desenvolvimento e valorização da Profissão Bombeiro Civil em todo o Brasil.
Supra partidária, acreditando na força politica de seus integrantes e acima de tudo, contando, com o comprometimento de seus Conselheiros Regionais. A Frente sem sombra de duvida, vem modificando,o panorama e a visão dos Brasileiros em Relação ao aproveitamento da mão de obra prevencionista em todos os Estados Brasileiros.
Muito deste importante trabalho, se dá pelo planejamento das ações de orientação parlamentar cuja principal premissa, seguem os caminho legais, burocráticos dentro do regramento constitucional que é devidamente respeitado, para o alcance de suas demandas. Fato que aumenta, a confiança e credibilidade no trabalho desenvolvido por seus integrantes.
Trabalhando sob as necessidades defasadas e urgentes da categoria Bombeiro Civil.
A Frente Parlamentar, tem como Suas Principais Bandeiras: A urgência da regulamentação da lei Federal 11901 promulgada em 2009 mas que porém, não atende a pleno as necessidades prevencionistas. Outro objetivo, traçado pelo planejamento desenvolvido pela Frente Parlamentar é o de viabilizar, dentro dos trâmites constitucionais a criação do conselho de classe da profissão autarquia Pública criada através de lei que terá como principal missão fiscalizar o direcionamento das atividades prestadas pelos Profissionais Bombeiros Civis.
Diante deste pleito, ações de grande vulto foram realizadas em todo Brasil durante estes quase dois anos desde sua criação.


Seminários em todo o Brasil, Palestras, audiências Públicas, apresentação de trabalhos e estudos, ante projetos de lei e principalmente, a entrega da minuta de criação do conselho de classe marcam o trabalho valoroso da frente parlamentar ao longo deste tempo.
Para a continuidade e alcance dos objetivos a frente convida a todos para que apoiem a luta em todo o Brasil para o saneamentos das antigas demandas que prejudicam o desenvolvimento e crescimento desta tão nobre e importante atividade desenvolvida pelos Profissionais Civis de todo o Brasil!
Seja um apoiador!
A FRENTE PARLAMENTAR MISTA EM DEFESA E DESENVOLVIMENTO DA PROFISSÃO DE BOMBEIRO CIVIL (FPMBC) O que é?
É uma entidade de direito privado, constituída por representantes de todas as correntes de opinião política do Congresso Nacional, instituída sem fins lucrativos, de âmbito Nacional, de duração indeterminada, entidade associativa civil, de interesse público e natureza política supra-partidária, de âmbito nacional e de duração indeterminada, com sede e foro no Distrito Federal, Câmara dos Deputados, anexo III, Gabinete 572.

quarta-feira, 14 de março de 2018

Jornal Online Conexão Bombeiro Completa 03 anos de

JORNAL ONLINE CONEXÃO BOMBEIRO COMPLETA 03 ANOS
A ética, respeito e imparcialidade No trato com a Informação ao longo de 03 anos, fez com que o Jornal Online Conexão Bombeiro, se transformasse em um dos veículos de informação mais respeitados, acessados e lidos do Brasil.
CONTRIBUIÇÃO:
Contribuindo consistentemente, com a disseminação e o acesso a boa informação baseada em fatos reais.
nossa equipe de jornalismo, composta por conhecedores da atividade. Vem mostrando ao longo do tempo, o cotidiano das atividades desenvolvidas pelos diversos profissionais das áreas de socorro, resgate, prevenção em todo o território nacional.
Valorizando a Atividade, Denunciando Irregularidades e Mostrando as Boas Soluções Sociais e Coletivas Encontradas pelos Poderes públicos Estaduais, Municipais e do Distrito Federal.
Baseado na ética profissional e principalmente, alicerçado na liberdade constitucional de expressão.
O Jornal Online Conexão Bombeiro, tem se constituído em um dos elos importantes entre a sociedade, a Informação, Denúncias e a realidade dos fatos primando pelos dois lados da informação.
Noticias e reportagens importantes envolvendo: Samu, Defesa Civil. Bombeiros, Saúde, Politicas Sociais, Tecnologia, Projetos de Lei bons ou ruins norteiam, o trabalho do Jornal ao longo deste Tempo.

VANGUARDA:
O Jornal Online Conexão Bombeiro Na vanguarda da Informação e da contribuição social, através de sua competente equipe de jornalismo, foi o primeiro jornal do Brasil a abrir espaço para os profissionais de prevenção "Bombeiros Civis “Não pelo intuito, de ajudar algumas de suas fracas tendenciosas e insignificantes Representações, mas sim”! por acreditar que desde que bem trabalhada, a categoria pode e deveria ser melhor aproveitada pelos poderes públicos nos aspectos sociais e preventivos.
Acreditando nessa Premissa, nossa equipe estuda a fundo sua legislação e através de diversas denuncias e reportagens vêm contribuindo, junto ao combate a desinformação e distorção realizada por alguns abaixo da linha da critica que ao longo dos anos  lucraram usando o nome desta tão importante e valorosa atividade profissional.
VALORIZAÇÃO E RECONHECIMENTO:
Uma das iniciativas Importantes do Jornal Online Conexão Bombeiro dentro de Sua trajetória, foi a de valorizar consistentemente, os heróis da vida real que por amor a profissão, ética e respeito profissional, por dom e capacidade colocam diariamente suas próprias vidas em risco mas  no entanto, muitas vezes não recebem o merecido respeito, valorização e reconhecimento dos veículos de comunicação.
MÍDIA NOTICIA E OPORTUNIDADES:
Contra fatos não há argumentos!
Com mais de 6 milhões de acessos em dois anos sem duvida nenhuma, o site do Jornal Conexão Bombeiro vem se solidificando como um dos grandes veículos de comunicação do Brasil!
Muito pelo fato, da confiança dos leitores e vinculação empresarial na divulgação de suas marcas e produtos.
Agradecemos a todos os leitores e parceiros do Brasil Por mais um ano de existência e continuaremos
Nosso trabalho que tem o aval de mais de 06 milhões de pessoas.
Editorial 03 anos
Equipe de Comunicação social e Jornalismo Conexão Bombeiro
Acesse: www.conexaobombeiro.com.br