domingo, 17 de janeiro de 2016

"SINÓPSE HISTÓRICA" Século XX Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo-SP



1906
1910

1911
Publicado o 2º Manual de Bombeiros (Noções Práticas do Serviço de Bombeiros).
É confiada ao CB a operação da nova Assistência Policial, um sistema telegráfico
de alarmes e atendimento ao público, que muito bem pode ser visto como o
embrião dos atuais COPOM E COBOM.
1920
2) São desativados os veículos de tração animal; Affonso Luiz Cianciulli começa a
despontar como um marco da história do Corpo de Bombeiros; ainda como oficial
subalterno cria custeando do próprio bolso a BOMBA INDEPENDÊNCIA
.

3) Primeiro equipamento de bombeiros totalmente desenvolvido no país; são
adaptadas duas bombas a vapor do material recém aposentado em chassis;
são adquiridos mais dois veículos automotores.
1924
Valorosa participação na Revolução. O Corpo de Bombeiros é elevado a condição de
Batalhão de Bombeiros Sapadores, dispondo inclusive de um parque de artilharia;
é abandonada a instrução de bombeiro e a qualidade do serviço decai.
1926
Surge a Guarda Civil que durante um largo periodo ocupará as funções da Força Pública.
1929
São adquiridos novos materiais e viaturas, e TCel Cianciulli assume o comando do Batalhão de
Bombeiros Sapadores.

Instalações na Praça Clóvis, o novo quartel Central dos Bombeiros.
 Inúmeros inventos do Comandante Cianciulli

1) Cesta de salvamento

2) Máscara de fumaça usada por um Sargento.

3) Roupa de escafandro sendo testada em treinamento.

4) Carretilha de Salvação.

5) Instituição do embrião do Serviço de Salvação, etc.
1931
1936
O Corpo de Bombeiros é municipalizado.
1942
Volta a ser Estadual sendo incorporado à Força Pública.
1943
Eleva-se o efetivo para 1212 homens, gerando desestruturação do corpo.
1946
Nomeada uma Comissão de Reorganização chefiada pelo Cel Índio do Brasil.
Ocorre o primeiro levante separatista rapidamente abafado, sendo os oficiais e
praças punidos e transferidos. A Comissão é dissolvida.
1949 à 1955
Os Bombeiros do interior são incorporados ao Corpo de Bombeiros como CIAs Independentes;
são inaugurados os Postos da Lapa, Pinheiros, Interlagos, e Congonhas;
os oficiais realizam visitas ao exterior pela primeira vez.
1955
O Sistema Gamewell é desativado, com grande prejuizo para as comunicações de
emergências pois o sistema de telefonia então existente era restrito, ineficiente e
o número a ser chamado demasiado grande; o nº 193 só seria implantado em 1978.
1960
O Corpo de Bombeiros faz convênio com a Sabesp e só recebem água os prédios
devidamente protegidos por Hidrantes e Extintores.
1961
A Força Pública fica 24 horas em greve após três meses sem salários;
este ato foi liderado por oficiais do CB e reprimido rapidamente; os cabeças foram presos
e permaneceram detidos em quartéis do Exército.
1964
Inaugurada a Cia Escola.
1967
Demolido o prédio da Estação Central; o comando do CB fica itinerante por durante 8 anos.
1972
Em 24 de fevereiro, ocorre o incêndio do Edifício Andraus de 31 andares, 16 pessoas morrem e
375 ficam feridas, o Corpo de Bombeiros envia 31 viaturas e dezenas de carros pipas.
O Incêndio provoca o surgimento de um Grupo de Trabalho para estudar e
propor reforma dos Serviços de Bombeiros.
1974
Em 01 de fevereiro ocorre o incêndio do Edifício Joelma de 23 andares,
189 pessoas morrem, o Corpo de Bombeiros envia ao local 26 viaturas e 318 bombeiros.
É criado o 1º Grupamento de Busca e Salvamento, na área central da Capital.
1975
Implantação do sistema de rádios nas viaturas.

1975
Implantação do número 193
1979
Publicação de manuais; estabelecimento de Convênios com os Municípios;
retomada da taxa de Seguro de Incêndio.
1981
Em 14 de fevereiro, ocorre um incêndio na Av. Paulista, no edifício Grande Avenida de
23 andares, o Corpo de Bombeiros envia ao local 20 viaturas e 300 bombeiros,
17 pessoas morrem e 53 são feridas, entre elas 11 bombeiros e
10 do efetivo do Comando de Operações Especiais da PM.
1983
É oficializado pela Secretaria Estadual da Saúde a CRAP - Comissão de Recursos Assistenciais
de Pronto Socorro, com a participação de inúmeros órgãos ligados ao atendimento
das vítimas, contando com a participação do Corpo de Bombeiros.
1985
É criado o 3º Grupamento de Busca e Salvamento, responsável pelas atividades de
Prevenção de Afogamentos e Salvamento Marítimo, com sede no município do Guarujá.
1986
Incêndio do prédio da CESP.
1987
É criado a CAMEESP - Comissão de Atendimento Médico às Emergências do
Estado de São Paulo, que apresentou proposta para a criação de um
projeto piloto de atendimento pré-hospitalar denominado
"SISTEMA INTEGRADO DE ATENDIMENTO ÀS EMERGÊNCIAS DO ESTADO DE SÃO PAULO".
1988
É criado o Projeto Salva-Mar (3º GBS), criando um novo perfil do "Guarda-Vidas"
no litoral paulista possibilitando uma cobertura mais abrangente e eficiente,
com a aquisição de novos equipamentos e maior grau de instrução,
dimunuindo o número de óbitos por afogamento.
1989
Implantação do Sistema Resgate.
1990
É colocado em prática o Serviço de Resgate com atuação na Grande São Paulo e em 14
municípios do estado, sendo empregadas 36 Unidades de resgate,
02 Unidades de Suporte Avançado e 01 helicóptero.
1991
1992
Aquisição de Viaturas e equipamentos de última geração.
1994
O Serviço de Resgate do Estado de São Paulo é consolidado através do Decreto Lei nº 38.432.
1995
O Corpo de Bombeiros realiza o seu 1º Seminário de Agilização da intervenção Operacional
com a presença de mais de 300 bombeiros entre Oficiais e Praças.
1996
Ocorre em 11 de junho uma explosão no Shopping Center Plaza de Osasco causada por
vazamento de GLP sob o piso da área de restaurantes, 41 pessoas morrem e mais de 480
pessoas são feridas, o Corpo de Bombeiros envia para o local 38 viaturas e 167 bombeiros.
Ocorre em 31 de outubro a queda da aeronave Fokker 100 da TAM no bairro do Jabaquara,
99 pessoas morrem, o Corpo de Bombeiros envia para o local 28 viaturas e 107 bombeiros.
1997
A SIRENE, popularmente conhecida como BITONAL (dois tons lá-lá/ré-ré), com 4 (quatro)
cornetas, frequência de 435/450 Hz e 580/600 Hz, com intensidade de som de 113 dh,
a aproximadamente 7 (sete) metros, passa a ser destinada, para uso exclusivo e restrito aos
veículos pertencentes ao CORPO DE BOMBEIROS da Polícia Militar do Estado de São Paulo.
Seguindo uma nova filosofia de atendimento à grandes emergências
SICOE (Sistema de Comando de Operações em Emergência).
fonte bairrovilaolimpia.com.br 

Nenhum comentário:

Postar um comentário