sábado, 6 de fevereiro de 2016

SAMU GANHA DUAS NOVAS AMBULÂNCIAS EQUIPADAS



Em Boa Vista há cerca de 300 mil habitantes, o Ministério da Saúde preconiza uma ambulância para cada 100 mil habitantes
A capital de Roraima conta com quatro unidades: uma de suporte avançado, a única do estado; e três unidades de suporte básico
Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Boa Vista recebeu nesta segunda-feira (1º), duas novas ambulâncias para melhorar o atendimento de urgência e emergência na capital. Só sabe o quanto uma ambulância é importante quem já precisou usar.

Em Boa Vista há cerca de 300 mil habitantes, o Ministério da Saúde preconiza uma ambulância para cada 100 mil habitantes. A capital de Roraima, entretanto, conta com quatro unidades: uma de suporte avançado, a única do estado; e três unidades de suporte básico. Ou seja, a cidade está acima do que o Ministério recomenda.

Além dessas unidades, foram adquiridos diversos equipamentos novos: pranchas de imobilização, colares de proteção cervical, blocos de imobilização de cabeça, coletes de imobilização de coluna cervical e de quadril, talas rígidas e imobilização de fraturas de membros superiores e inferiores, além de outros equipamentos necessários para o trabalho da equipe.

Para a técnica em enfermagem que trabalha na ambulância, Cláudia Regis, as novas unidades foram um presente para a equipe e também à população. “Nós ficávamos apreensivos, pois as unidades que serão substituídas são velhas. Então, a gente tinha medo de deixar a nossa equipe na mão. Sem dúvidas vamos poder oferecer um serviço de qualidade e com mais conforto e segurança ao paciente e ao trabalhador”.

De acordo com a prefeita Teresa Surita, os investimentos não param, Ela ressaltou o avanço nas obras das unidades descentralizadas, que funcionarão nas Unidades Básicas de Saúde. “As nossas unidades já estavam funcionando sobrecarregadas, era mais que necessária a renovação da nossa frota. As outras duas vão ficar de suporte. Se alguma apresentar qualquer defeito, terá outra. É um problema solucionado, agora estamos trabalhando para entregar as unidades descentralizadas do Samu. Quem tem a ganhar é a população”, concluiu.

Entenda como funciona cada unidade

Equipe de suporte avançado de vida – É composta por um médico, um enfermeiro e um motorista, que trabalham sob escala definida, em revezamento, a fim de manter o serviço disponível 24 horas por dia. Essa equipe é deslocada para atendimento apenas quando há risco imediato de morte, situação definida pelo médico regulador do SAMU.

Equipe de suporte básico de vida – É composta por um técnico de enfermagem e um condutor socorrista que se revezam sob a mesma regra descrita no tópico anterior. Neste caso, a equipe também é acionada sob liberação do médico regulador em situações em que não haja risco iminente à vida.

Equipe motolâncias – É composta por dois técnicos de enfermagem que fazem a intervenção rápida, primeiros atendimentos, neste caso, a equipe também é acionada sob liberação do médico regulador em situações em que não há risco iminente de morte. O foco dessa equipe é a intervenção no local do acidente no menor tempo possível.
fonte bv news

Nenhum comentário:

Postar um comentário