terça-feira, 1 de março de 2016

TENENTE DOS BOMBEIROS ALERTA PARA OS RISCO DE ENFRENTAR ENCHENTES


População deve evitar as tempestades, afirma.
Além do prejuízo, enfrentar enchentes de carro ou a pé é perigoso.

A morte de uma mulher durante uma enchente em Ferraz de Vasconcelos, alerta para cuidados que motoristas e pedestres devem tomar durante as chuvas. O carro que ela dirigia foi arrastado pela correnteza e caiu em um córrego. O acidente ocorreu no dia 17 de fevereiro, e a vítima de 37 anos foi resgatada mas faleceu na madrugada da quinta-feira (18) no Hospital Regional do município.
O caso evidencia alguns dos riscos causados pela chuva, e a ajudante de limpeza, Terezinha Caetano, afirma que toma cuidados para não se tornar outra vítima. "Quando chove, entro em alguma loja, porque se não fica difícil. É perigoso demais".
Já Roberto Miranda, oficial de manutenção, lembra dos prejuízos, e diz que mesmo quando está em seu veículo, prefere não arriscar. "Não posso por causa do seguro. O seguro não cobre se eu colocar o carro em risco".
Durante o período de tempestades, o guarda-chuva deixa de ser suficiente. O tenente do corpo de bombeiros de Mogi das Cruzes, Everton Godói, afirma que a pé ou de carro, os riscos são muitos. 
"As pessoas acabam esquecendo que em duas, três horas o nível da água vai baixar e elas conseguirão passar. Se elas enfrentarem podem sofrer acidentes e até morrer". A recomendação de Éverton é que a população fuja das chuvas, e caso não haja outra alternativa, é preciso buscar abrigos longe das árvores. "Existe o risco de raios e de queda. O mais seguro são os prédios, casas, e construções de alvenaria".
A dona de casa, Simone Maria dos Santos voltava da igreja com seu filho de dois anos quando foi surpreendida com o alagamento. Como não haviam carros no local, ela preferiu arriscar. "Desde o início o carro morreu. Liguei o pisca alerta, peguei meu filho e sai". Mas o tenente alerta que a prática é perigosa, e aconselha que as pessoas evitem sair do veículo. "A água pode arrastar pela correnteza, pois mesmo baixa, a força pode ser suficiente para derrubar alguém."
E Simone diz que aprendeu. "Mesmo com água baixa, o correto é parar e esperar."
fonte G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário